Câmara aprova pagamento de R$ 400 para barraqueiros e ambulantes da praia de Madre de Deus

Medida visa minimizar os efeitos econômicos e sociais da Covid-19.

Câmara aprova pagamento de R$ 400 para barraqueiros e ambulantes da praia de Madre de Deus

A Câmara Municipal aprovou na sessão desta terça-feira (13) o pagamento de R$ 400 para auxiliar os barraqueiros e ambulantes que trabalham na praia de Madre de Deus, como medida para minimizar os efeitos econômicos e sociais da Covid-19.

O vereador Marden Lessa (PSB), relator do projeto de auxílio provisório, apresentou o parecer favorável conforme   análise da Comissão de Finanças, Tributação e Controle (CFTC).

Durante a leitura, foi destacado pela comissão que o Legislativo autorizou o Executivo a suplementar e remanejar 100% do orçamento de 2021.

O texto aponta ainda que a comissão não pode ser contra um projeto de lei que auxilia aqueles que necessitam, tanto do auxílio financeiro para essa classe trabalhadora que se vê impedida de lutar pelos seus ganhos diante de um período catastrófico para humanidade.

“Nada mais justo que o poder público socorrer esses lutadores para sua sobrevivência”, assevera um trecho do parecer antes do relator apresentar os votos favoráveis à aprovação. O projeto enviado pela administração municipal foi aprovado por unanimidade pelos vereadores.

O presidente da Câmara, vereador Paulinho de Nalva (Republicanos), explicou os tramites dos projetos no Legislativo.

“Todos os projetos que chegam nesta Casa, primeiro se faz o registro, depois vem pra primeira discussão, após segundo discussão, encaminhar para os pareceres e aprovação do projeto”, disse.

Ela destaca em seguida que todos os vereadores conversaram e que solicitou do jurídico da Casa antecipasse o parecer para da celeridade ao projeto para ser aprovado no mesmo dia.

“Então quero deixar claro aqui que os vereadores, todos os vereadores dessa Casa! Estão aqui de braços abertos para atender a todos”, finaliza o presidente.

Histórico de atualizações
Em 14/04/2021: As declarações do presidente da Câmara, Paulinho de Nalva foram incluídas a reportagem.