Polícia encarra festa com 70 jovens por desobedecer toque de recolher em Lauro de Freitas

A cidade proibiu circulação total das 20h às 5h desde a última sexta-feira (15), para evitar disseminação do coronavírus.

Festa tinha cerca de 70 jovens, segundo a polícia — Foto: Polícia Militar/52ª CIPM.

A polícia na cidade de Lauro de Freitas encerrou uma festa tipo “rave” com aproximadamente 70 jovens numa casa em Ipitanga na madrugada deste domingo (17).

De acordo com a 52ª Companhia Independente da Polícia Militar, que fez uma operação em conjunto com a prefeitura da cidade, a festa foi encerrada durante operação que fiscalizava o cumprimento do decreto de “toque de recolher” na cidade, que começou a valer na última sexta-feira (15), como medida de combate ao coronavírus.

Segundo o decreto, entre 20h e 5h da manhã, foi determinada a restrição de locomoção a qualquer pessoa, além da permanência e o trânsito em vias, equipamentos, locais e praças públicas da cidade. A medida vale até 24 de maio.

A operação da polícia aconteceu das 20h até as 2h30, com abordagens a pessoas, veículos e estabelecimentos, nas localidades de Vilas do Atlântico, Miragem, centro de Lauro de Freitas, Lagoa dos Patos, Boca do vulcão, Lagoa da base, Portão, e Ipitanga.

De acordo com a PM, a força-tarefa chegou até a casa em Ipitanga após receber denúncia de som alto. Não houve condução, ninguém foi preso ou detido. A PM ainda informou que não foi constatada a presença de menores de 18 anos e nenhuma droga localizada.

De acordo com a 52ª CIPM, nesses primeiros três dias, as pessoas encontradas em circulação em vias públicas e as que insistem em aglomerações foram advertidas e orientadas quanto às sanções previstas em Lei contra a saúde pública e crimes de desobediência.

Na força-tarefa que iniciou na noite de sábado (16), além da festa “rave” que foi encerrada, diversos estabelecimentos foram fechados nos bairros da cidade. Denúncias do descumprimento do decreto devem ser realizadas por meio do número 156. Com informações do G1.