Morre Maradona, aos 60 anos, após parada cardiorrespiratória

Maradona jogou as Copas de 1982, 1990 e 1994, quando foi pego no exame de antidoping e cortado da seleção argentina.

Gimnasia y Esgrima La Plata v Arsenal - Superliga 2019/20 | Jam Media/Getty Images.

O ex-jogador de futebol Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória em sua casa na cidade de Tigre, que fica localizada a cerca de 30km de Buenos Aires, na Argentina.

O craque argentino passou por uma cirurgia no cérebro no começo do mês e recebeu alta oito dias depois, após drenar uma pequena hemorragia.

Em 2000, o argentino sofreu um ataque cardíaco devido a uma overdose em um resort uruguaio de Punta del Este e passou por um longo tratamento.

Pesando 100 quilos, Maradona teve outra crise cardíaca e respiratória em 2004, em Buenos Aires, que o deixou à beira da morte.

Campeão mundial na Copa de 1986, quando marcou dois gols contra a seleção da Inglaterra nas quartas de final, o craque ganhou fama mundial. Seu gol de mão contra a Inglaterra tornou-se um símbolo da malandragem no futebol.

Outro tento, em que Maradona driblou metade do time adversário, foi eleito pela Fifa em 2002 como o mais bonito da história das Copas do Mundo.

Maradona também jogou as Copas de 1982, 1990 e 1994, quando foi pego no exame de antidoping e cortado da seleção argentina.