Três PMs envolvidos em morte de artista plástico em Candeias, são indiciados por homicídio doloso

Paróquia de Candeias emitiu nota pesar pela morte do artista plástico (Foto: Reprodução/Facebook)

Três policiais militares envolvidos na ação que acabou com a morte do artista plástico Manoel Arnaldo dos Santos, de 61 anos, mais conhecido como Nadinho, em Candeias, na região metropolitana de Salvador, foram indiciados pela Polícia Civil por homicídio doloso (quando há a intenção de matar).

De acordo com a polícia, o inquérito foi concluído pelo delegado Marcos Laranjeiras, titular da 20ª Delegacia, em Candeias, e encaminhado à Vara Crime da cidade nesta sexta-feira (15).

Os PMs indiciados são os soldados Edvaldo Nunes, Leandro Xavier e Dinalvo dos Santos, lotados na 10ª CIPM, também em Candeias. Eles foram afastados das atividades na rua, mas ainda continuam com funções administrativas.

Leia também: 

Artista plástico é morto a tiros pela polícia durante busca por suspeito em Candeias

Após morte de artista plástico por PM, moradores fazem caminhada com caixão em Candeias

Filha de artista plástico morto em ação da PM diz que pai ‘nunca fez nada de errado’

Supermercado cunha