Polícia Militar entrega alimentos para famílias carentes em Madre de Deus

A iniciativa surgiu através das rondas no bairro, os policiais identificaram famílias em situação de vulnerabilidade e resolveram ajudar.

Polícia Militar entrega alimentos para famílias carentes em Madre de Deus (Foto: 10ª CIPM)

Policiais Militares de Madre de Deus, na Região Metropolitana de Salvador, criaram um movimento para arrecadar alimentos para pessoas carentes da cidade.  O 3° pelotão da  10ª Companhia Independente da Polícia Militar (10ª CIPM) arrecadou os alimentos para moradores do bairro da Quitéria Velha, e foram entregues nesta segunda-feira (18). Segundo o tenente São Pedro, cinco famílias receberam as doações.

O tenente conta que a iniciativa surgiu através das rondas da PM no bairro, o sargento Rangel e os policiais da viatura viram algumas famílias em situação difícil e mantiveram contato com ele para fazer a campanha e arrecadação de alimentos no pelotão da cidade.

“A sensação é de dever cumprido ao vê à felicidade no rosto das pessoas que a todo instante agradecia e pedia para Deus nos abençoar e nos dar em dobro. E as crianças querendo tirar fotos com a gente”, disse o tenente, acrescentando que a iniciativa PM serve para “desmistificar e quebrar paradigmas sobre a visão que muitos tem da policia Militar”.

Supermercado cunha

Ainda conforme tenente, o 3° pelotão, tem como objetivo principal manter a ordem pública construindo uma aproximação entre a PM e a sociedade. Ele destacou a solidariedade dos policiais e enfatizou o apoio do Major Paulo Cezar Nunes comandante da 10 CIPM.

O soldado Lemos disse que foi uma “ honra  acompanhar a guarnição na entrega das cestas básicas” e faz uma declaração cheia de emoção: “Ao caminhar até as residências e perceber crianças na sua inocência brincando no meio de uma água duvidosa que não se sabe se é mar ou esgoto, e adentrar uma residência com quase nada ou nada para comer e encontrar uma senhora paralisada pelo avc recebendo uma brisa do seu velho ventilador, ela não podia falar ou esboçar qualquer reação mais vi em seus olhos gratidão ao receber o gesto de caridade, e objetos muitas vezes supérfluo para nós e para os outros se tornam verdadeiros artigos de luxo. Diante do que vi não conseguia esboçar qualquer reação, e tudo aquilo me corroeu. O que me fortalecia veio dos meus pensamentos que um gesto tem o poder de gerar coisas grandiosas”.

Viatura no bairro da Quitéria durante entrega de alimento (Foto:10ª CIPM)