Após críticas de moradora, coordenação de saúde entrega medicamento pessoalmente

A moradora denunciou a situação ao Bahia Manchetes e a reportagem entrou em contanto com o Secretaria Municipal de Saúde.

Após críticas de moradora, coordenação de saúde entrega medicamento pessoalmente (Foto:Reprodução)

Após as críticas da dona de casa Raimunda Maria, de 63 anos,  sobre a falta de insulina e fitas de medição de glicose, dois Coordenadores de Saúde de Madre de Deus entregaram o material pessoalmente na tarde desta sexta-feira (12).

A moradora denunciou a situação ao Bahia Manchetes e a reportagem entrou em contanto com o Secretário Municipal de Saúde, Amaruy Miranda, a Coordenadora de Atenção Básica, Cecilia Gonçalves e o Coordenador Adelmo Bispo, e cobrou um posicionamento sobre a situação. O material foi entregue a dona Raimunda pela enfermeira Cecilia e Adelmo.

A moradora agradeceu, depois disse que fez apenas o papel dela de cobrar do poder público. Ela contou ainda, que a Coordenadora de Atenção Básica, garantiu que a situação está sendo resolvida e, que todas as demandas serão atendidas.

A queixa

A dona de casa têm hipertensão, diabetes, artrose, colesterol alto e depende de 8 medicamentos para sobreviver,  todas as manhas mede a glicemia, calcula os carboidratos que vai comer e depois regula a dose certa de insulina. O ritual se repete outras três vezes durante o dia. O problema é que tem sido difícil conseguir as  fitas de medição de glicose, que deveriam ser fornecidas de graça.

A moradora se queixou a reportagem que o Madre Music começa hoje, mas não tinha insulina na farmácia nem fitas:”Agora é pra matar de vez os diabéticos”. Segundo ela, há quase uma ano não recebe atendimento médico no PSF-3, e reclamou que não consegue fazer exames nem marcar com endócrinologista. A dona de casa disse que pretende se mudar por causa disso e já colocou a casa a venda.

Duarante a entrevista, ela fez um apelo ao secretário de saúde e ao prefeito Jeferson Andrade (DEM) para que a situação seja resolvida.

Com a palavra, o Secretário

O Secretário Municipal de Saúde, Amaruy Miranda, informou ao Bahia Manchetes que ocorreu um erro no software responsável pela dispensação de medicamentos no sistema de saúde que é informatizado.

“O paciente quando saí da consulta, o próprio médico ou a enfermeira do PSF faz a pré-dispensação, e fica lançado no sistema até o paciente fazer a retirada desse medicamento. Por uma questão de software e por ser um sistema que ainda está sendo implantado, aconteceu um erro durante esse processo, ficou impossibilitada a dispensação de medicamentos”, afirma.

Ainda conforme o secretário, a empresa responsável pelo sistema já foi acionada e vai fazer as mudanças para atender melhor a comunidade.

Questionado sobre a falta de médicos nos PSFs, o secretario informou que os profissionais de saúde já foram contratados, e desde quinta-feira (10) os médicos já estão atendendo em todas às unidade de saúde da cidade e na  Ilha de Maria Guarda.

Leia mais:Falta de remédios de uso contínuo põe em risco a vida de pacientes em Madre de Deus
+Sem remédios, moradora diz que pretende se mudar: ‘Jeferson veio pra acabar com a cidade’
+Em rádio, Moradora chama secretário de saúde de ‘mentiroso’ e manda Jeferson voltar pra Ubaíra