Rui Costa prevê início de vacinação contra a Covid-19 na BA em no máximo 30 dias

O anúncio de Rui Costa, nesta quinta-feira, foi feito após a entrega de obras na cidade de Presidente Tancredo Neves, cidade que fica no baixo sul do estado.

Rui Costa fez anuncio após entrega de obras na cidade de Presidente Tancredo Neves — Foto: Carol Garcia / GOVBA.

O governador da Bahia, Rui Costa, disse nesta quinta-feira (7) que prevê iniciar a vacinação contra a Covid-19 no estado dentro de no máximo 30 dias. No entanto, o governo estadual não divulgou detalhes sobre um plano de imunização contra a Covid-19, como data do começo da campanha e locais da campanha.

“Já estamos preparados. Conseguimos fazer a aquisição das seringas e dos refrigeradores. Só estamos esperando a liberação da vacina para iniciar a imunização”, disse o governador da Bahia.

A assessoria do governo da Bahia contou ao G1 que o Estado tem acordo com a vacina contra a Covid-19 Sputnik V para compra de 50 milhões de doses, se for preciso. Entretanto, o órgão ressaltou que, se o governo federal, garantir as vacinas para imunização dos baianos, não será necessário a compra.

Na terça-feira (5), governadores de diferentes estados se reuniram por teleconferência com o secretário de vigilância do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, para cobrar um plano, um cronograma de vacinação contra a Covid-19 para todo o país. Contudo, não obtiveram uma data após a conversa.

Na quarta-feira (6), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil começará em janeiro e que o país exportará vacina para países da América Latina, mas isso depende de alguma vacina ser autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o que ainda não aconteceu.

O anúncio de Rui Costa, nesta quinta-feira, foi feito após a entrega de obras na cidade de Presidente Tancredo Neves, cidade que fica no baixo sul do estado.

Segundo Rui Costa, os profissionais das áreas de saúde e da segurança, além dos mais vulneráveis, como os idosos, serão as prioridades no início da vacinação.

Em dezembro do ano passado, o Rui Costa anunciou que comprou 19,8 milhões de seringas e agulhas. Nesta quinta, o governo da Bahia afirmou que já concluiu a licitação para compra de até 100 ultrarrefrigeradores capazes de armazenar vacinas a temperaturas inferiores a -70ºC.

Durante pronunciamento à noite em rede nacional de televisão, o ministro disse que o governo dispõe de quantidade de seringas e agulhas suficiente para iniciar a vacinação.

“O Brasil já tem disponíveis cerca de 60 milhões de seringas e agulhas nos estados e municípios, número suficiente para iniciar a vacinação ainda neste mês de janeiro”, afirmou.

A Bahia tem mais de 505 mil casos registrados da doença, sendo quase 6 mil deles ativos, conforme o último boletim da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Desde o início da pandemia, a Bahia regatou 9.333 óbitos por causa da doença. Com informações do G1.