Marden chama Jailton de ‘ladrão’ e o acusa de ‘sangrar os cofres públicos’ para comprar as pessoas

As declarações foram feitas na Câmara de Madre de Deus na terça-feira (7).

Marden chama Jailton de 'ladrão' e o acusa de 'sangrar os cofres públicos' para comprar as pessoas-Foto: Reprodução Facebook.

O vereador Marden Lessa (PSB) afirmou em discurso na Câmara Municipal na terça-feira (6) que o prefeito Jailton Polícia (PTB)  é ladrão e o acusa de ‘sangrar os cofres públicos’ para comprar as pessoas.

“Dando 5 mil para tirar foto, dando 10 mil para tirar foto. Tentando comprar a dignidade das pessoas, chantageando através de um emprego, através de uma rescisão que é direito da população”, disse.

Em seguida, Marden ressalta que esse  é o ‘prefeito mais humano, é esse o prefeito da família’. O parlamentar cobrou  a distribuição das cestas básicas ao descrever o gestor como “incompetente”. Segundo ele, a administração municipal está fazendo kits para entregar aos alunos para substituir as cestas.

De acordo com o edil, o objetivo do prefeito é “operar” a maquina pública para colocar dinheiro na campanha política.

Marden disse ainda, que o chefe do Executivo entrou com uma representação contra Sergio Gandarela, filho da ex-prefeita Carmen Gandarela, após ele questionar o valor do contrato com um escritório de advocacia numa ação movida pelo executivo. Ele acrescenta que o contrato é “imoral” e reforça que vai procurar a justiça.

“O senhor [prefeito] está utilizando do executivo, da maquina pública pra roubar o povo: Ladrão!”, dispara.

O vereador desafiou Jailton a mover uma ação judicial para que fosse retirado dos anais da Casa as declarações proferidas por ele durante a sessão.

No pequeno expediente, Marden havia cobrado o pagamento do beneficio do auxilio covid-19 e questionou o Secretário de Desenvolvimento Social, Robemacio Cerqueira.

“Disse que já tinha um sistema, um aplicativo que o pessoal iria clicar e recebia o covid que iria pra contar, cadê  o auxílio covid Robinho de mais de mil pessoas contaminadas nesta cidade?”, questiona.

Para Marden, o munícipio “está atoa” e classificou o prefeito como “incompetente” e “despreparado”.