Em Câmara lotada, Dailton Filho participa de ato simbólico de filiação ao PSB: “Nós precisamos de todo mundo”

O ato aconteceu na noite de sexta-feira (7) e reuniu apoiadores e agentes políticos.

Pré-candidato, dailton Filho posa pra foto ao lado da deputada Lídice da Mata, vice-prefeito Jailton Polícia (PTB), vereadores Val Peças (PSL) e Kikito Tourinho (PPS).

O pré-candidato à prefeitura de Madre de Deus, Dailton Filho participou de um ato simbólico de filiação ao PSB na noite de sexta-feira (7), que reuniu apoiadores e agentes políticos que lotaram o plenário da Câmara de Vereadores. Assim que o pré-candidato foi visto, dezenas de pessoas foram se espremendo para abraça-lo e tirar fotos, enquanto outros gritavam, em coro:  “Dailton” e “O povo unido jamais será vencido”.

Ao Bahia Manchetes, Dailton disse que existe um clamor da população madredeusense por políticas serias e políticos que realmente cumpram com aquilo que falam.

“O povo está cansado de muitos discursos e poucas ações. Hoje a nossa vinda para o PSB é justamente por causa dessas políticas bem definidas: políticas voltadas para crianças, para o jovem, para o idoso, para os grupos LGBT, sem discriminação, trata todos de uma maneira séria, respeitosa para que todos possam ganhar. A gente precisa de políticas novas voltadas para comunidade onde o chefe seja o povo e não o político”, asseverou.

Em pronunciamento, o socialista agradeceu ao público e aos políticos pela presença. Logo depois, Dailton rasgou elogios para deputada Lídice da Mata (PSB) ao descreve-lá como “uma mulher pequena no tamanho, mas grande nas ideias, propostas e objetivos”.

Ele continua: “Com Dailton Filho não tem duas conversas, estou do lado do povo, e é do lado do povo que vou ficar a vida toda”. O pré-candidato destaca que as pessoas ‘precisam ser verdadeiras’ e enfatiza que a família sempre o acompanha.

“Onde estou, meu pai e minha mãe estão presentes”, disse Dailton com a voz embargada e visivelmente emocionado para o delírio de uma claque de apoiadores. Ele garantiu que pretende adotar uma política ‘austera’ e ‘transparente’, rechaçando o que chamou de “perseguição desnecessária” na política municipal.

“Eu sempre confiei no meu trabalho e no dia que nós estivermos lá, no dia que o povo de Madre de Deus me outorgar o papel de gestor dessa cidade. Pode ter certeza, eu não temerem que ninguém beije ninguém e que ninguém abrace ninguém, porque cada um é livre pra fazer o que quiser”, disse.

Dailton cita ainda profissionais de vários seguimentos como educação, limpeza, segurança e reforça: “Nós precisamos de todo mundo”.

Discorrendo em seguida sobre ‘amor e respeito’ pela população e cidade. “O perfil para ser meu vice é amar meu povo, o vice que amar Madre de Deus e amar meu povo, esse está preparado pra tá do meu lado”, diz. E completa:”Aquele que verdadeiramente ame às pessoas, que não chegue na primeira oportunidade e pule de lado como se pula uma cerca”.

Apesar de não citar nomes, as declarações deram a entender que foram direcionadas a ex-vereadora Rose Queiroz (PP) que foi candidata a vice de Dailton na eleição passada, mas voltou para base governista. Ele ressalta que a população brasileira precisa de políticos “comprometidos”  que “respeitem a população”.

Durante entrevista em uma rádio comunitária da cidade na manhã de sexta, Dailton endureceu o discurso ao afirmar que todo mundo sabe sabre o processo de corrupção no município que vem sendo investigado pela justiça. A fala dele faz referência ao termo de acordo que supostamente foi assinado por cinco agentes políticos, no qual ajustaram que a eleição da chapa vencedora para a mesa diretora da Casa Legislativa estaria condicionada ao rateio de verbas públicas entre eles.

O pré-candidato também declarou na ocasião que o prefeito não é chefe, é um empregado da população.

“Gestar uma cidade não é fácil, tem coisas difíceis, mesmo porque as vezes a lei engessa o gestor. E eu já trabalhei como prefeito e eu sei. Mas gente, tem muita coisa que é falta de vergonha na cara de muita gente, tem muita coisa que a usura toma conta, tem gente que só quer ganhar dinheiro e esquece do povo, isso vai acabar! Madre de Deus precisa se libertar desse tipo de política”, sentenciou. 

Para deputada Lídice da Mata (PSB-BA) com a filiação de Dailton o partido será protagonista na política municipal.

“Sempre foi um desejo do partido ter uma presença política maior em Madre de Deus, com a unidade das aspirações nossas de crescimento de toda Região Metropolitana de Salvador”, disse.

Além de Lídice, o evento contou com a participação do Secretário de Meio Ambiente da Bahia, presidente da Fundação Luís Eduardo Magalhães, Rodrigo Hita, vice-prefeito Jailton Polícia (PTB), vereadores Val Peças (PSL), Jodiane Alves (PRB), Kikito Tourinho (PPS), presidente do Sindimadre, Amilton Pereira, ex-vereadores Antônio Carlos Soró e Vivaldo Fernandes. Os políticos de mandato não declararam apoio para Dailton, mas defenderam a unidade da oposição.

Em Câmara lotada, Dailton Filho participa de ato simbólico de filiação ao PSB: “Nós precisamos de tudo mundo”-Bahia Manchetes.
Público presente vibrava e gritava: , em coro: “Dailton” e “O povo unido jamais será vencido”- Foto/ Bahia Manchetes.