Com mais de 7,1 mil mortes violentas em 2016, Bahia lidera ranking nacional em números absolutos

De janeiro a dezembro do ano passado, a média foi de 19,47 mortes por dia, de acordo com dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

Homem é morto a tiros no bairro de Pirajá, em Salvador (Foto: Ilustrativa/Reprodução internet)

De acordo com dados do 11º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados nesta segunda-feira (30) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a Bahia registrou em 2016 o maior número de mortes violentas intencionais no país, em números absolutos. De janeiro a dezembro do ano passado, foram contabilizadas 7.110 mortes – média de 19,47 por dia.

As chamadas Mortes Violentas Intencionais (MVI) correspondem à soma das vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais, em serviço e fora de serviço. Em segundo e terceiros lugares, respectivamente, aparecem os estados do Rio de Janeiro (que em 2016 somou 6.262 mortes) e São Paulo (4.925).

Caso seja considerado o número de mortes por 100 mil habitantes, a Bahia aparece em 7º lugar no ranking nacional, com taxa de 46,5 mortes. O estado de Sergipe registrou a maior taxa de mortes violentas por 100 mil habitantes: 64; seguido de Rio Grande do Norte, com 56,9; e Alagoas, com 55,9 – todos estados do Nordeste.

De 2015 para 2016, ainda conforme o levantamento, a variação da taxa de mortes violentas na Bahia aumentou 12,8%.

No ano passado, o estado contabilizou 6.328 homicídios dolosos, aqueles em que há intenção de matar – no ano anterior foram 5.588. O número de latrocínios (rubos seguidos de mortes) também subiu de 207 (em 2015) para 211 (em 2016).

Os dados apontam que 2016 foi o ano mais perigoso da história do Brasil, com 61,6 mil vítimas de assassinatos.

Em dados comparativos, o número de mortos é equivalente a quantidade de mortes provocadas pelas bombas atômicas que destruíram a cidade de Nagasaki, no Japão, em 1945.

Confira a lista dos 10 estados mais violentos do país:

1 – Sergipe (64 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 1449

2 – Rio Grande do Norte (56,9 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 1976

3 – Alagoas (55,9 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 1877

4 – Pará (50,9 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 4209

5 – Amapá (49,6 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 388

6 – Pernambuco (47,6 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 4479

7 – Bahia (46,5 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 7110

8 – Goiás (43,8 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 2934

9 – Ceará (39,8 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 3566

10 – Rio de Janeiro (37,6 mortos para cada 100 mil pessoas)

Número absoluto: 6262.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*