Vereador reclama de “farra do combustível” e diz que tem secretário gastando mais de 600 litros por mês

O comunista já havia reclamado sobre a quantidade ilimitada de combustível para abastecer os carros oficiais usados por agentes políticos da cidade.   

PL que previa aumento na taxa de luz não será registrado, nem votado, diz Câmara -Foto: Bahia Manchetes.

O líder da oposição na Câmara Municipal, vereador Adailton do Suape (PCdoB) criticou na sessão de terça-feira (1º) o que chamou de “farra do combustível” em Madre de Deus.

O comunista já havia reclamado sobre a quantidade ilimitada de combustível para abastecer os carros oficiais usados por agentes políticos da cidade.

Durante o pronunciamento, o paramentar disse que infielmente existem vários secretários no município que recebem quase o dobro do salário de vereador e pouco são vistos exercendo as funções que o trabalho exige.

Sem citar nomes, ele acrescenta que tem secretário gastando mais de 600 litros de combustível por mês para abastecer o veiculo alugado pela prefeitura.

Discorrendo em seguida sobre o contrato com o posto de combustível que ele classifica como “absurdo”.

“Há um contrato absurdo com o posto de gasolina, que ultrapassa  R$ 1 milhão, onde na verdade nós teríamos que colocar como prioridade a distribuição de cestas básicas “, disse.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*