Servidores municipais de Jequié protestam e paralisam atividades por atraso de salário

Servidores reclamam que o salário de dezembro de 2020 ainda não foi pago.

Servidores municipais de Jequié paralisam atividades por 48h após salário atraso — Foto: Divulgação / Sinserv.

Servidores públicos municipais de Jequié, no sudoeste da Bahia, paralisaram as atividades por 48h, em protesto pelo não recebimento do salário do mês de dezembro de 2020. A paralisação começou na quinta-feira (21).

Em nota, a prefeitura de Jequié informou que a dívida foi deixada pela gestão anterior e que, além disso, teve valores bloqueados pela Justiça.

Disse ainda que parte da quantia foi desbloqueada, mas ainda não se encontra disponível nas contas. A prefeitura ressaltou que está trabalhando efetuar o pagamento desses salários o mais breve possível

“É pertinente esclarecer que parte destes valores pertencem a contas vinculadas, e isso impossibilita a sua utilização para pagamento da folha de salários e, ainda que fosse possível, o montante bloqueado é inferior a totalidade da folha de pagamento referente ao mês de dezembro”, diz a nota.

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié e Região (Sinserv), o setor da educação foi o único que recebeu o salário do mês de dezembro. Ao todo, cerca de 1.500 funcionários aderiram à paralisação.

Para não afetar o atendimento na área da saúde, serviços de urgência e emergência, como o Samu, estão funcionando.

A decisão de paralisar as atividades foi tomada em assembleia, realizada na manhã de quinta. Na ocasião, ainda segundo o sindicato, foram debatidas outras reivindicações, como férias e licenças-prêmio que não foram tiradas por causa da pandemia.

A categoria reclama também que o salário está sem reajuste há três anos e que o plano de carreira não está sendo cumprido.

Eles pedem também que a gestão municipal priorize os servidores efetivos na nomeação dos cargos em comissão e imunização dos servidores que trabalham nos serviços essenciais. Com informações do G1.