Segundo protesto contra buracos na BA-523 é marcado para dia 13 de junho e grupo promete fechar rodovia

O protesto está marcado para começar às 5h.

Manifestação no dia 8 de maio na BA-523.

Um grupo de moradores que utilizam frequentemente a BA-523 reclamam de um trecho cheios de buracos às margens da refinaria Landulpho Alves (RALM) , entre as cidades de Candeias, Madre de Deus e São Francisco do Conde, na região metropolitana de Salvador, eles se queixam que mesmo após uma manifestação realizada na rodovia  no dia 8 de maio, a situação ainda não mudou. O governo fez um pequeno paliativo no local, depois da manifestação, mas em pouco tempo, os buracos voltaram a assombrar a população.

O problema é que houve um atraso no processo de licitação para fazer a contratação da obra pública. Os moradores da região reclamam que apesar das frequentes promessas do Governo do Estado, de que o problema seria solucionado, até o momento nada foi feito.

Eles organizam uma nova manifestação para próxima quarta-feira (13) contra os buracos na rodovia, o protesto está marcado para começar às 5h. A manifestação está sendo organizado pela população através das redes sociais, eles prometem bloquear a pista em sinal de protesto. Eles convocam moradores que passam pelo local diariamente para participar do ato pacifico, e sinalizam que um ônibus e um caminhão ficaram presos nos buracos nesta última semana na rodovia.

Motoristas se arriscam dirimente enfrentando crateras maiores do que veículos de pequeno porte. O último protesto reuniu cerca de 50 manifestantes que  interromperam o fluxo de veículos, provocando um congestionamento de três quilômetros.  Na ocasião, os manifestantes usaram pneus para obstruir a via. A expectativa do grupo é que novo ato possa reunir um número de manifestantes.

Caminhão fica preso em buraco na BA-523 (Foto:Reprodução/ redes sociais).
Ônibus intermunicipal cai em buraco na BA-523 (Foto:Reprodução/ redes sociais).
Supermercado cunha