Professor de Jiu-jitsu é morto durante abordagem da PM em Salvador

Segundo a SSP, Iraílson Gama da Costa e outro homem estavam em um carro com restrição de roubo.

Iraílson Gama morreu em suposto confronto com PMs — Foto: Reprodução/Facebook

Um professor de Jiu-jitsu e um homem ainda não identificado morreram em uma suposta troca de tiros com policiais militares, em Salvador, na última semana, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (3) pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a SSP, o professor, identificado como Iraílson Gama da Costa, e o outro homem são suspeitos de praticar assaltos na região da Avenida Barros Reis e estavam em um carro com restrição de roubo, quando foram abordados por agentes da Rondesp/BTS, no dia 28 de novembro.

Conforme a SSP, após denúncias, o veículo em que os dois homens estavam foi localizado na altura da Avenida Terminal da Franca, no bairro do Comércio, e, durante a abordagem, a dupla reagiu e foi atingida.

Segundo a SSP, o professor e o outro homem chegaram a ser socorridos e foram levados para o Hospital Ernesto Simões, mas não resistiram aos ferimentos.
Com eles, de acordo com a SSP, foram apreendidos dois revólveres calibre 38, juntamente com o carro utilizado por eles, qua havia sido roubado no dia 27 de novembro.

Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), onde o professor foi reconhecido pela família. O corpo foi identificado no último domingo (2).
Iraílson Gama foi enterrado na tarde desta segunda-feira, no Cemitério Campo Santo, no centro de Salvador. Dezenas de familiares e amigos do professor de Jiu-jítsu compareceram à cerimônia. A família nega o envolvimento de Iraílson com os crimes. Ele deixa mulher e filhos.

Em nota, a SSP informou que perícias foram realizadas no local onde ocorreu o suposto confronto e um registro foi feito na Corregedoria da Polícia Militar. Com informações do G1.