Planalto não irá comentar reprovação recorde de Temer, diz assessoria

A pesquisa torna Temer o presidente mais impopular da história do País, no período pós redemocratização.

(Foto: Reprodução/ Internet)

O Palácio do Planalto decidiu não se manifestar sobre a mais recente Pesquisa Datafolha, divulgada nesta madrugada. Dentre os resultados, a pesquisa revela que 82% dos brasileiros consideram o governo de Michel Temer péssimo ou ruim. O índice torna Temer o presidente mais impopular da história do País, no período pós redemocratização, batendo seu próprio recorde de reprovação. “O Planalto não irá comentar”, retornou a assessoria ao ser perguntada sobre esse e outros pontos da pesquisa.

O estudo mostra que a greve dos caminhoneiros e a lenta retomada da economia aumentaram em 12 pontos porcentuais a taxa de reprovação da gestão Temer – a reprovação de 82% de Temer supera à reprovação do presidente na última mostra do instituto, divulgada no dia 15 de abril, que foi registrada em 70%.

Após a paralisação dos caminhoneiros, apenas 3% consideram a gestão de Temer ótima ou boa e 14% regular. O índice de rejeição de Temer bate o de Dilma Rousseff, que, em agosto de 2015, atingia 71% entre os brasileiros.

Um outro dado perguntado e também sem resposta do Planalto foi sobre o alto índice de rejeição ao eventual candidato que for indicado por Temer nas eleições de outubro. O Datafolha mostra que uma indicação do presidente Michel Temer levaria 92% dos eleitores a não votarem em um candidato. Com informações do Estadão.

Supermercado cunha