Morador de rua pega arma de segurança de banco e dispara contra agência na Bahia

Imagens mostram mulher tentando salvar bebê no meio do tiroteio, em Vitória da Conquista.

Paredes da agência ficaram com marcas de tiros — Foto: Reprodução/TV Bahia

Câmeras de segurança instaladas em frente à agência bancária que foi atacada por um homem em situação de rua, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, registraram as reações das pessoas que estavam no local durante a troca de tiros entre o suspeito e seguranças.

Nas imagens, é possível ver um grupo correndo e uma mulher tentando proteger uma criança da confusão. O bebê estava em um carrinho e foi imediantamente levantado pela mulher, que também corre. O grupo passava na rua, quando foi surpreendido pelos tiros.

Os vídeos mostram ainda o homem em situação de rua, identificado como Diego Andrade Souza, de 30 anos, tentando fugir dos seguranças após atacar a agência. Ele foi capturado em seguida.

“Eu entro no estacionamento, eu vejo o pessoal correndo atrás de mim e o tiro comendo sem parar. Aí, eu entrei em desespero. Eu deixei o estacionamento aberto e corri lá para o fundo. Foi uma coisa de terror”, disse atendente Adilson Ribeiro.

Conforme a polícia, Diego estava pedindo dinheiro para os clientes do banco, quando foi retirado da agência por um dos seguranças. Foi nesse momento que ele conseguiu pegar a arma do funcionário terceirizado e iniciou os disparos.

“O segurança foi solicitar que ele se retirasse do local. Nesse momento, ele se aproveitou da proximidade com o segurança para poder sacar essa arma e efetuar alguns disparos. Foi no momento que ele saiu correndo aqui no centro da cidade”, contou a capitã Larissa Couto, porta voz da PM em Vitória da Conquista.

Testemunhas contaram que os clientes que estavam nos caixas eletrônicos, na parte interna da agência, ficaram desesperados e se jogaram no chão para se proteger.

“Foi muito tiro. De repente, eu só ouvi a zoada passar na minha orelha. Eu falei: ‘Ali foi uma das balas’. Então, quer dizer que eu nasci de novo. Foi troca de tiros feia. Muito feia mesmo. Deus teve misericórdia da minha vida”, relatou o vendedor Antônio Galvino.

As paredes e portas da agência ficaram com marcas de tiros. O atendimento foi suspenso após o ataque.

O suspeito, baleado durante ataque, foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Vitória da Conquista. Em nota, a unidade médica informou que Diego passou por uma cirurgia e continua internado, mas não corre risco de morte.

Também em nota, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que está apurando se o homem teve um surto. De acordo com a SSP, o suspeito será interrogado assim que receber alta. Com informações do G1.

Supermercado cunha