Kassab diz que general vai assumir presidência dos Correios

O atual presidente da estatal, Carlos Fortner, dará lugar ao general Juarez Aparecido de Paula Cunha.

© PR O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, durante cerimônia para assinatura do Decreto de Radiodifusão, em Brasília (DF) 22/08/2018

O ministro Gilberto Kassab, da pasta de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, vai trocar o comando dos Correios. O atual presidente da estatal, Carlos Fortner, dará lugar ao general Juarez Aparecido de Paula Cunha. A mudança acontece a menos de dois meses do início do governo de Jair Bolsonaro (PSL), que após tomar posse em 1º de janeiro decidirá se mantém ou não o novo escolhido de Kassab no cargo.

A informação é do jornal O Estado de S. Paulo, que neste sábado teve acesso a uma mensagem de Fortner a colegas nos Correios avisando que “a transição já começou”. “Eu deixarei a presidência, e o presidente do Conselho, general Juarez, assumirá o posto”, escreveu. O executivo será transferido para uma diretoria da estatal.

Kassab confirmou a troca e afirmou que o objetivo da mudança é “ajudar na transição”. “O Juarez é um general da área de ciência e tecnologia que se aposentou, e eu já tinha convidado para presidir o conselho dos Correios. Ele conhece o pessoal do Bolsonaro e pensei que isso ajudaria na transição”, afirmou ao jornal Folha de S. Paulo. O ministro disse também que a troca não foi combinada com a equipe de Bolsonaro.

Novo governo

Durante a campanha, Bolsonaro afirmou que os Correios “têm grande chance” de serem privatizados. “O seu fundo de pensão foi simplesmente implodido pela administração petista”, disse em entrevista ao Jornal da Band pouco antes do segundo turno. O então candidato também afirmou que há “muita reclamação” contra o serviço prestado pela estatal e que o trabalho dos Correios poderia ser melhor.

Supermercado cunha