Com alegria e descontração, ‘Paixão de Cristo’ é encenada por crianças da Escolinha da Nana

Com momentos de seriedade, e muitas risadas às crianças fizeram belíssimo espetáculo.

Com alegria e descontração, 'Paixão de Cristo' é encenada por crianças da Escolinha da Nana (Foto: Bahia Manchetes)

A Escolinha da Nana contou a história da ‘Paixão de Cristo’ que foi encenada por crianças entre 2 e 10 anos, em Madre de Deus, nesta terça-feira (16). Em cima do palco, pequenos alunos interpretaram personagens da Bíblia. A peça narra as passagens que vão desde a Santa Ceia, o julgamento, a morte e a ressurreição.

Com momentos de seriedade, e muitos sorrisos às crianças fizeram um belíssimo espetáculo. Os pais tentavam registrar os momentos esticando os braços para alcançar um ângulo melhor.

A apresentação da manhã começou às 10h e a tarde às 15h. No primeiro período, a encenação das crianças foi emocionante. Com os olhos  marejados, os pais tentavam segurar às lagrimas, durante a apresentação da peça que foi narrada por uma das professoras.

No espetáculo que aconteceu à tarde, o brilho do sol ainda iluminava a frente do palco e uma leve garoa caía, mas o corpo docente protegeu os pequenos com gurda-chuvas. De forma organizada, a escola passou uma excelente mensagem sobre a Páscoa através dos pequenos. O cenário foi montado na área de recreação, isso facilitou a interação entre às crianças e os pais. Alguns pequenos ficaram emotivos e choravam ao ver os pais, mas a emoção também tomou conta dos adultos.

Durante uma das encenações, um ator mirim esperto e extrovertido, roubou a cena e arrancou risos do público presente. Ele já havia se apresentado, mas interrompeu a peça para pegar um dos pães que ficaram sobre a mesa para encenação da “Santa Ceia”. Além da ‘Paixão de cristo’ interpretada por crianças, o público presente também ouviu os pequenos cantar canções que exaltam Jesus Cristo.

De acordo com o coordenador pedagógico, Kalleu Natividade, as crianças apresentaram o verdadeiro sentido da Páscoa  que é o “sacrifício de Jesus Cristo para libertação de todos nós”. Ele acresenta que “Jesus é o cordeiro de Deus que nos traz a liberdade do pecado e da morte, e que,  o verdadeiro sentido da Páscoa no Cordeiro é seu símbolo [sic]”.