Vereador rebate Jeferson: ‘Primeiro covarde é ele porque não mora no município’

As declarações foram feitas pelo chefe do Executivo nesta manhã na rádio comunitária da cidade.

Vereador de oposição rebate Jeferson: 'Primeiro covarde é ele que não mora no município'-Foto: Bahia Manchetes.

O vereador de Madre de Deus, Kikito Tourinho (PP), rechaçou nesta quarta-feira (25) as críticas do prefeito Jeferson Andrade (PP) que chamou os opositores de “covardes”. As declarações foram feitas pelo chefe do Executivo nesta manhã na rádio comunitária da cidade. Para Kikito, os parlamentares estão contribuindo com município e ressalta que a indireta foi direcionada aos aliados do gestor.

“O primeiro covarde que eu acho  é ele [o prefeito] porque não mora no município, primeiro covarde é ele, porque não é que me atingiu não. Essa indireta é pra quem é da base, é pra quem é do lado dele”, rebate.

Em seguida, o edil pondera ao afirma que o momento é de união: “Esquecer que é prefeito, esquecer que é vereador, se  é da base, se é da situação, oposição. Acho que não é por aí.”

Ele acresenta que os políticos da cidade não podem seguir o exemplo do presidente Jair Bolsonaro ao descrever que ele foi para rede nacional de TV  “falar aquelas besteira”.

“Aí vem outros prefeitos do Brasil seguir a mesma linha de Bolsonaro, então  é louco”, completa.

A vereadora Jodiane Alves (PRB) disse que o chefe do Executivo pede a oposição para esquecer as bandeiras partidárias e faz declarações de que “não foge a guerra” e que “está na cidade, como se outros não estivessem”.

“É esse tipo de coisa que a gente pede assim um determinado cuidado, porque neste momento a gente quer a união do povo de Madre de Deus. E foi isso que todos vereadores estavam aqui desde cedo estudando minuciosamente porque diante da necessidade da emergência dessa lei, a gente não poderia deixar de tá vendo no que pode contribuir”, disse.