Suspeito de chefiar tráfico em Jequié, morre em troca de tiros com a polícia; três são presos

Confronto ocorreu após denúncia anônima. Laboratórios de refino de drogas foram descobertos. Armas, entorpecentes e dinheiro foram apreendidos.

Mulher e dois comparsas de suspeito de chefiar tráfico em Jequié foram presos (Foto: SSP-BA/ Divulgação)

Um homem suspeito de ser um dos chefes do tráfico de drogas na cidade de Jequié, no sudoeste da Bahia, morreu em confronto com policiais militares na terça-feira (3).

Segundo informações da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA),divulgadas pelo G1, Leonardo da Silva Cardoso, conhecido como ‘Pepe’, foi encontrado em um laboratório de refino de drogas, na Rua Isaac Sampaio, no centro da cidade, após denúncia anônima. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Geral Prado Valadares (HGPV), mas não resistiu aos ferimentos.

A mulher dele, identificada como Maria Conceição de Oliveira Santos, mais conhecida como ‘Conça’, foi presa na unidade de saúde, onde foi procurar pelo marido após saber que ele havia sido baleado. Conça é suspeita de integrar a mesma quadrilha de Pepe, informou a SSP.

Conforme a Secretaria de Segurança, com Pepe foram apreendidos um revólver de marca taurus, calibre 38, com seis munições, 17 tabletes de maconha e quatro de cocaína, seis pedras grandes de crack, três saquinhos com 300 gramas de maconha e 650 gramas de cocaína em trouxas, além de 2 mil comprimidos de Franol e 255 frascos de termogênico. Também foram encontrados uma balança, uma prensa profissional, mil sacos de embalagens e um liquidificador para misturar as drogas.

Ainda na mesma diligência, após a denúncia, militares da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE/Central) prenderam, em um apartamento do condomínio Bela Vista, no bairro São Judas, Flávio Santos Martins e Tuane Ramos Lima, comparsas de Pepe.

O imóvel também era usado pela quadrilha como laboratório de refino de droga. Foram apreendidos no apartamento três cheques, nos valores de R$ 5 mil, R$ 3 mil e R$ 2,5 mil, em nome da mulher de Pepe, ‘Conça’, 1,3 kg de maconha, 200 gramas de cocaína, dois cadernos de anotações com vários nomes, contatos e valores, e diversas embalagens para acondicionar drogas.

Flávio, Tuane e Conça foram presos em flagrante e encaminhados à 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jequié).

Supermercado cunha