Sala vermelha é inaugurada em Hospital de Madre de Deus

A Sala Vermelha terá dois leitos e capacidade tecnológica e profissional para o atendimento de qualquer paciente em emergência ou urgência médica

Sala vermelha é inaugurada em hospital de Madre de Deus (Foto: Bahia Manchetes)

Foi inaugurada na manhã desta quinta-feira (28) a Sala Vermelha do Hospital Doutor Eduardo Ribeiro Bahiana em Madre de Deus. A unidade informou que a Sala Vermelha terá dois leitos e capacidade tecnológica e profissional para o atendimento de qualquer paciente em emergência ou urgência médica, classificado em vermelho ou laranja pelo Protocolo de Manchester – protocolo internacional utilizado para classificação de pacientes quanto à prioridade de atendimento para que sejam estabilizados e encaminhados a outros hospitais.

A intervenção na unidade contou com melhorias na área de medicação (sala verde), na emergência e aquisição de mobílias.

Com uma nova roupagem, a sala verde recebeu aparelhos de ar condicionado, novos móveis, equipamentos, requalificação no piso, teto e  revisão na parte elétrica.

Com a reforma, a expectativa é de que o atendimento seja ampliado na unidade oferecendo um maior conforto para os pacientes.

O diretor da unidade de saúde, Fábio Lima, destacou a importância da sala  vermelha ao que chamou de “marco  histórico” na cidade.

“A gente segue essa linha de sempre cuidar das pessoas de sempre estarmos juntos das pessoas para melhor servir a comunidade sem distinção. Esse é o papel que assumimos e que ficamos muito felizes em colaborar com administração do prefeito Jeferson. A felicidade saí de mim… A sala de estabilização é praticamente uma Semi-UTI (Unidade de Terapia Semi-Intensiva) que vai salvar vidas que vai garantir as pessoas que vai ter um segurança até chegar uma futura regulação. Com equipamentos de ponta, pelo número de habitantes o município está de parabéns, a agente não fica devendo a hospital particular nenhum do estado”.

O diretor disse ainda, que a unidade deve passar por novas reformas nas enfermarias, internação e implantação da sala de parto humanizado. Fábio ressaltou que será implantada uma ouvidoria para ‘ampliar o vinculo com a comunidade’.

O prefeito Jeferson Andrade destacou que a inauguração da sala vermelha é ‘tão importante quanto uma inauguração de uma creche ou de um bairro, porque estamos falando de vidas humanas’.

“É importante ressaltar que essa sala (vermelha) não é exclusiva para moradores de Madre de Deus porque um hospital de media complexidade é porta aberta, significa que nós não podemos recusar paciente de nenhuma cidade vizinha. Então,  a medida que chegue alguém aqui com necessidade de estabilização temos obrigação de atender”.

Estiveram presentes na reinauguração agentes políticos e funcionários.