Prefeitura de Salvador anuncia proposta de aumento e rodoviários vão decidir em assembleia

Sindicato diz que aceitou acordo e vai levar proposta para trabalhadores na madrugada de quinta-feira (24).

Rodoviários decretaram greve em assembleia realizada na tarde de terça-feira (22) (Foto: Maiana Belo/ G1)

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou, no final da tarde desta quarta-feira (23), que a administração municipal propôs um novo acordo com os rodoviários e donos de empresas de ônibus de Salvador, no Palácio Tomé de Souza, sede da prefeitura da capital baiana. Segundo o prefeito, a nova proposta é de um aumento salarial de 2,7%.

Os rodoviários, que estão em greve desde a madrugada desta quarta-feira, aceitaram levar o acordo para assembleia na madrugada da quinta-feira (24). Após votação, os rumos da greve devem ser definidos e a pralisação pode acabar. O encontro da categoria está previsto para ocorrer entre 3h30 e 5h, na porta das garagens das empresas de ônibus da capital.

Conforme o sindicato, o acordo fechado nesta quarta também propõe reajuste no tíquete alimentação, que estava entre as reivindicações dos rodoviários. Ainda segundo os representantes da categoria, ficou decidido que as empresas vão pagar os custos da renovação da carteira de habilitação dos trabalhadores, mas o valor será descontado na folha de pagamento em 10 parcelas.

Os benefícios também são válidos para os rodoviários metropolitanos que iniciaram a greve no mesmo dia em que os funcionários do transporte da capital baiana. A informação é do sindicato dos rodoviários metropolitanos, Valter Ferreira e confirmado pelo sindicatos dos donos das empresas.

O prefeito ACM Neto informou que o plano de contigência, com micro-ônibus e vans do transporte alterantivo em circulação, permanece em operação até o fim da greve. Neto disse, ainda, que, mesmo com o reajuste dos rodoviários aprovado, não haverá aumento da tarifa de ônibus e nem redução no número de linhas que rodam na cidade.

“Eu estou muito confiante. Acho que na madrugada podemos ter o término total da greve. Chamamos os dois lados e construímos uma proposta [de reajuste], além da preservação de todas as garantias, direitos e conquistas dos rodoviários. A expectativa [da prefeitura] é que 5h já tenha ônibus rodando”, disse ACM Neto.

Na tarde desta quarta-feira, os representantes da categoria e dos empresários já tinham tentado um acordo em uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na capital baiana, mas não entraram em um consenso, mesmo após a Justiça propor um reajuste de 2,2%.

Diante do impasse, o caso seria levado para julgamento na segunda-feira (28), na sede do TRT. Entretanto, com essa nova possibilidade de acordo, a prefeitura espera que a greve seja finalizada ainda na madrugada de quinta-feira. Com informações do G1.

Supermercado cunha