‘Planeta dos Macacos: A Guerra’ estreia como líder de bilheteria nos EUA

Segunda posição ficou com 'Homem-Aranha: De Volta ao Lar', na segunda semana. Novo 'Planeta dos macacos' tem previsão de estreia no Brasil para 3 de agosto.

Os primatas se defendem com fúria em 'Planeta dos macacos: A guerra' (Foto: Divulgação)

Com estreia prevista para 3 de agosto no Brasil, “Planeta dos Macacos: A Guerra” alcançou a liderança da bilheteria nos Estados Unidos em seu fim de semana de lançamento no país, com arrecadação estimada de US$ 56,5 milhões, informou nesta segunda-feira o site especializado “Box Office Mojo”.

Mesmo com o feito, o filme dirigido por Matt Reeves ficou abaixo da quantia obtida pelo antecessor (“Planeta dos Macacos: O Confronto”), que faturou US$ 72,6 milhões na estreia em 2014. A primeira parte da franquia, “Planeta dos Macacos: A Origem”, foi lançado com US$ 54,8 milhões em 2011.

Em “A Guerra”, o símio Caesar (Andy Serkis) e todos que o acampanham se veem obrigados a lutar em uma guerra mortal com os humanos.

A segunda posição na bilheteria ficou com “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, com US$ 45,2 milhões, uma queda de 61% em relação ao faturamento da estreia.

No filme, o jovem Peter Parker (Tom Holland) tenta conciliar a vida de estudante com as aventuras de super-herói, para as quais conta com Tony Stark (Robert Downey Jr.) como mentor e conselheiro.

O terceiro posto foi ocupado por “Meu Malvado Favorito 3”, com arrecadação de US$ 18,9 milhões. Dirigido por Pierre Coffin e Kyle Balda, a animação mostra como Gru (com voz de Steve Carrell na versão original) conhece o irmão perdido, Dru, e lado a lado combatem o supervilão Bratt, uma antiga estrela infantil da TV que fracassa e clama vingança contra Hollywood.

Na quarta posição aparece o filme de ação “Em Ritmo de Fuga”, com US$ 8,8 milhões. O filme conta como um jovem amante da música e com grande talento para dirigir (Ansel Elgort) conhece a menina de seus sonhos (Lily James), enquanto trabalha para criminosos com os quais deve cometer uma série de assaltos antes de ser liberado de suas funções.