PF pede prorrogação de inquérito que investiga Temer em caso Odebrecht

O inquérito investiga o pedido e posterior pagamento de uma propina de 10 milhões feito pelo MDB à Odebrecht,

Presidente Michel Temer (Foto: Reprodução)- Conteúdo / Estadão

A Polícia Federal pediu a prorrogação por mais 60 dias do inquérito que investiga o pagamento de uma propina de 10 milhões de reais ao MDB pela Odebrecht e envolvem o presidente Michel Temer.

O pedido foi encaminhado à Procuradoria-Geral da República para parecer e terá que ser aprovado pelo relator do caso no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin.

O inquérito investiga o pedido e posterior pagamento de uma propina de 10 milhões feito pelo MDB à Odebrecht, negociado em um jantar no Palácio do Jaburu onde estariam presidentes Temer, então vice-presidente, e o atual ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Supermercado cunha