Paulinho manda indireta para Adailton: ‘Se quer brincar de gato e rato, saiba que sou o gato e você é o rato’

Na tribuna, o parlamentar aumentou o tom do discurso ao afirmar para o agente político não ir na casa da família dele.

Paulinho manda indireta para Adailton: 'Se quer brincar de gato e rato, saiba que sou o gato e você é o rato'

As declarações do Presidente da Câmara de Madre de Deus, vereador Paulinho de Nalva (PRB) foram virulentas na tarde de terça-feira (10), mas inconclusivas. O parlamentar de poucas palavras, quebrou o silêncio para atacar o ex-vereador Adailton do Suape (PC do B), que ele descreveu como “rato”.

Em tom de “Manda-Chuva”, Paulinho afirmou sem citar nome, que se o ex-vereador quer brincar de gato e rato, ele vai brincar, no entanto, será o gato e Adailton o rato. Na tribuna, o parlamentar aumentou o tom do discurso ao afirmar para o agente político não ir na casa da família dele.

Apesar de não ter sido muito especifico em seu discurso, o presidente deu a entender que o ex-vereador disse alguma coisa para família dele que o irritou.

“Olhe o que é que você está entrando na casa da minha família pra tá falando, não bote minha família contra mim”, disse.

O edil desafiou Adailton a fazer uma comparação financeira, antes e depois  da vida pública.

“Eu sei muito bem o que você tinha antes, e o que você tem hoje”. Paulinho sugere aos gritos que Adailton não faça jogadas porque ele sabe jogar, em seguida, reforça que mostrou que sabe jogar em referência a eleição interna da Câmara, no qual venceu para um candidato mais experiente.

Na “lavagem de roupa suja” o presidente revelou questões pessoais como a venda de imoveis e divisão de bens entre ele e a esposa. Numa sequência de afirmações de  pouco mais de dois minutos, o presidente chegou repetir a palavra “família” ao menos seis vezes. As declarações  lembraram um dos episódios do performático Programa “Casos de Família” que não acrescentam em nada nas discussões internas do Poder Legislativo.

Antes de devolver a palavra, ele manda um alerta para o prefeito Jeferson Andrade (PP) tomar cuidado com pessoas que estão próximas ele. Depois, alfineta o gestor ao afirmar que se ele não fosse para o grupo “talvez, nem aí o senhor estaria hoje”.

Em seguida, o vereador Val Peças (PSL) questionou o presidente sobre os motivos de não ter mencionado o nome da pessoa que o fez discursar na Casa e revela que Paulinho se referiu a Adailton do Suape.

” Eu estava recentemente num casamento, que eu fui padrinho de casamento, esse ex-vereador que você fala que foi Adailton do Suape! Eu não sei porque você não diz o nome, eu gosto de dizer o nome, diz o nome senhor presidente, diz logo o nome. Eu jamais vou me esconder de enfrentamento nenhum, não tenho medo de enfrentamento nenhum”, frisou Val.