Kikito endurece discurso contra Joyce e diz que não foi eleito por empresários, bispos, pastores ou padres

Os discurso ocorreram durante a sessão ordinária e foram transmitidos pelo Facebook.

Kikito endurece discurso contra Joyce e diz que não fui eleito por empresários, bispos, pastores ou padres (Foto:Reprodução vereadores Kikito Tourinho e Joyce Lima)

O parlamentar Kikito Tourinho (PPS) endureceu o discurso contra a vereadora Joyce Lima (PRB) na última terça-feira (11) após às indiretas proferidas por ela na sessão anterior. Ela não citou nomes, mas para Kikito às declarações foram direcionadas a ele e Val Peças (PSL). Em seu discurso, o parlamentar da oposição chegou a afirmar que não foi eleito, financiado por empresários, bispos, pastores e padres.

Joyce usou o plenário para questionar uma reportagem que destacou seu pronunciamento na semana passada. Segundo ela, o discurso teria sido direcionado a outro personagem, disse ainda, que não foi para Val.

“Houve uma má interpretação, não houve atenção bem à sessão, onde coloca o nome do vereador, às vezes até tentando criar uma intriga… E eu e Val Peças, […] vai ser difícil ter algum tipo de interferência entre nós dois. A gente pode até ter opiniões diferentes, mas não tem nada que coloque contra a minha pessoa e a pessoa do vereador Val peças”, disse.

Na tribuna, Kikito rebateu às declarações da parlamentar ao afirmar que ela não direcionou às indiretas só pra Val, mas para ele também.

“Quero lembrar a todos vereadores, inclusive, a vereadora Joyce que semana passada tivéssemos aqui, algumas situações. E foi até colocado, mas também não falou só pra Val, mas falou pra mim também. E eu quero mostrar a vereadora Joyce, que eu… A não ser que ela não esteja lembrada. Quero lembrar aqui se ela estava aqui de 2000 até 2012 ou 2016, que ela concorreu. Se lembra, Kikito tem história também nesses 30 anos em Madre de Deus”, disse Kikito, ressaltando que tem um trabalho realizado no município.

Na sequência, ele aponta que gerou diversos empregos na cidade, e fez algumas reformas de casas antes de ser vereador.

Ele alerta a vereadora para não seguir essa linha, depois aumenta o tom: “Minha posição é firme, doa quem doer goste quem gostar”.

Ele ainda intensifica o discurso, dizendo que foi eleito pela população e  pela vontade de Deus.

“Não fui eleito, financiado por empresários, bispos, pastores, por padres. Por ninguém! Fui eleito pelo povo e acima de tudo por Deus. Deus que tocou no coração Daquelas pessoas”, afirma.

Em seguida, ele disse: “Eu não entrei aqui de paraquedas não, eu tenho luta, tenho história nesta cidade. Muito eu contribuir com muitos pais de famílias, dando a vara pra pescar, dando exemplo. Não escravizando, neste sistema perverso que escraviza, não dá”.

Kikito afirma ainda que pode até ser uma crise nacional, mas é preciso ampliar os serviços sociais. “O que não pode é uma prefeitura com R$ 14 milhões e às pessoas passarem fome”. Por fim, disse: “Nosso papel de vereador é aprovar leis, e fiscalizar o Executivo, não dizer amém a ele, mostrar a verdade. Então, quando eu falar aqui dos erros me mostre o que foi feito”.

Os discursos ocorreram durante a sessão ordinária e foram transmitidos pelo Facebook.