Jovem tem parte do dedo amputado após ter câncer por causa do vício de roer unhas

Courtney Whithorn de 20 anos conta que começou a roer as unhas depois de ter sido alvo de bullying na escola.

Uma jovem americana teve que ter a ponta do dedo amputada após os médicos descobrirem um tipo raro de câncer. A doença se manifesta devido ao ato de roer as unhas, segundo o Daily Mail.

Courtney Whithorn de 20 anos conta que começou a roer as unhas depois de ter sido alvo de bullying na escola e que havia momentos em que era tão grave que em 2014 chegou a roer uma unha inteira.

Na altura, a unha nasceu em tom preto, algo que envergonhava a jovem australiana. Após quatro anos, Courtney decidiu ir ao médico e foi aí que descobriu que havia desenvolvido uma rara forma de câncer conhecido como melanoma acral lentiginoso subungueal.

Courtney submeteu-se a uma primeira operação para tentar remover o tumor, mas após uma semana soube que não tinha dado o resultado esperado e que teria mesmo de amputar parte do dedo.

“Quando descobri que roer unhas era a causa do meu câncer, eu fiquei despedaçada”, contou a jovem. “Eu mantinha o polegar escondido com o punho fechado, pois não queria que ninguém visse, mesmo os meus pais. Até que resolvi mostrar neste ano”, acrescentou ela.

Courtney teve que trancar matrícula na Griffiths University para tratar a doença. Ela também terá que reaprender a escrever, por conta da amputação.

O vício de roer unhas – associado a quadros de ansiedade, estresse e nervosismo – tem nome técnico: onicofagia.

Supermercado cunha