Jovem pede namorado em noivado na 5ª parada LGBT de Madre de Deus

De acordo com a delegada Marcele Guerra, não houve registro de violência durante a parada LGBT.

Após declaração de amor de Gilmar Smiith ofereceu uma aliança ao companheiro Alan Christensen. Alan a direita, e Gilmar a esquerda da imagem. (Foto: Bahia Manchetes)

Representantes do Grupo Arco-íris LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) realizaram, neste domingo (29), a 5ª edição da parada da diversidade em Madre de Deus, com o tema “Segura teu preconceito que a minha felicidade quer passar!”.

O grupo se concentrou em frente à Biblioteca Municipal, e parou na região por mais de duas horas. Os participantes começaram a se reunir para a marcha por volta das 17h.

Muitos participantes capricharam, com fantasias especiais para o evento. Perucas, maquiagem e glitter faziam parte do visual LGBT.

Além da festa, que contou com trio elétrico, DJs e apresentação de gogo boys, o evento serviu também para chamar a atenção para a causa. Autoridades politicas e representantes do movimento reforçaram o pedido por mais respeito e pelo fim da violência contra população LGBT.

“Enquanto mulher trans: Negra e periférica, eu resisti. E eu sei o que é resistir para chegar aqui, onde estou hoje… Queria dizer para vocês que nos [LGBTs] temos família sim: Essa aqui do lado é minha mãe, guerreira, nunca me abandonou”, afirma a primeira transexual formada em psicologia em Salvador, Ariane Senna, erguendo os braços da mãe, Solange Moreira, em sinal de agradecimento.

Ariane Senna no meio, ao lado da mãe, Solange Moreira (Foto: Bahia Manchetes)

O professor Roberto ressaltou que quando chegou ao município identificou uma violência constante contra a comunidade LGBT. Ele destaca ainda que o grupo Arco-íris foi ‘um sonho’ realizado entre militantes do movimento na cidade.

Durante o evento, o jovem Gilmar Smiith, de 25 anos, pediu o companheiro Alan Christensen em noivado. Com a resposta positiva, e carregada de lagrimas de felicidade, os noivos, foram ovacionados pela plateia que acompanhava a parada LGBT 2017.

Ouça o áudio abaixo:

Ao Bahia Manchetes, Christensen disse que foi uma enorme felicidade receber o pedido de noivado durante a 5ª parada LGBT do município. Ele destaca ainda a importância do pedido diante de pessoas que lutam pela causa LGBT.

Ele foi surpreendido pelo pedido do companheiro quando conversava com amigos, distraído, ouviu a  declaração de amor de cima do trio: “Alan, eu te amo! Vem receber essa aliança que simboliza o nosso amor”, disse Smiith. Christensen emocionado, não conseguiu segurar as lagrimas.

Para Smiith, o pedido ‘envolve muito amor’, ele ressalta ainda que a intenção era surpreender o companheiro na data em que casal completa um ano de namoro.

“Amar é muito bom, independente de ser homem com homem, mulher com mulher ou homem e  mulher”, afirma Smiith.

Segurança

Segundo o secretário de segurança cidadã, Osvaldo Pacheco, o policiamento  foi reforçado para garantir a segurança durante  o evento que contou com policiais da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM),  agentes da Companhia Independente de Policiamento Especializado – CIPE /Polo, dois quadrículos e duas motos .

De acordo com a delegada Marcele Guerra, não houve registro de violência durante a parada LGBT. Ela ainda enfatiza que o município de Madre de Deus completou no domingo (29) dois meses e quatro dias sem nenhum  registro de homicídio. O último assassinato aconteceu no dia 26 de agosto, num matagal próximo ao cemitério municipal.  

Presidente do grupo Arco-íris LGBT, Thati Teylon, foi  fotografada  no momento em que Gilmar fazia a declaração para o companheiro, que aparece ao lado direito da imagem, com a mão no rosto ( Foto: Bahia Manchetes)
SINART