Jeferson faz 3 viagens ao exterior em pouco mais de 1 ano e visita 3 continentes

O prefeito de Madre de Deus já visitou 3 países em três continentes: América, Europa e Ásia.

Jefersan faz 3 viagens ao exterior em pouco mais de 1 ano e visita 3 continentes

O prefeito de Madre de Deus,Jeferson Andrade, embarca para Hangzhou, na China nesta sexta-feira (14) e completa três viagens internacionais em seu currículo como chefe do Executivo no pequeno período de tempo. Desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2016, só em viagens oficiais, ele já passou cerca de 21 dias no exterior. Viagens que, por enquanto, ainda não trouxeram benefícios concretos para população madredeusense como ressaltou a oposição. As decolagens começaram em abril do ano passado. Quando ele viajou para a capital de Cuba, Havana, onde passou dois dias. O prefeito argumentou que participou  de um encontro com representantes da Confederação Cubana de Judô. A visita ao país foi com o objetivo de conhecer as atividades realizadas pelo Instituto Nacional de Esportes, Educação Física e Recreação (Inder).

Em dezembro do mesmo ano, ele desembarcou na Itália para 11 dias de compromissos. Na ocasião,  o chefe do Executivo justificou que a viagem foi custeada pelo consórcio SOMAR. No requerimento, ele ressaltou que o pedido de afastamento foi de “cunho técnico”, com objetivo de “conhecer e analisar novas tecnologias e ferramentas para solução de questões relacionadas ao tratamento de água, esgoto e resíduos da comunidade”.  O vereador Val Peças (PSL), líder da oposição na Câmara, afirmou durante o período, que a cidade precisa de gestão, e classificou a viagem do prefeito como uma “piada irresponsável”.

Em pouco mais de um ano, só em viagens oficiais, Jeferson Andrade já visitou 3 países em três continentes: América, Europa e Ásia.

Mesmo com o discurso de crise adotado pelo chefe do Executivo, e às criticas feitas por uma parcela da população que já  classifica admistração dele como uma das “piores da historia”, o prefeito vai viajar para China e pretende ficar fora do país por cerca de 8 dias. O gestor justifica que vai participar de uma comitiva voltada para demonstração de soluções tecnológicas e aplicações inteligentes em segurança pública, mobilidade urbana e inteligência artificial. No requerimento, o prefeito ressalta uma futura cooperação técnica, disse ainda, que a visita a Ásia não irá gerar custos para o município.

A viagem foi autorizada pela Câmara Municipal na noite de terça-feira (11) em sessão extraordinária e contou com os votos da base governista.

Durante a sessão, o vereador Kikito Tourinho (PPS) criticou a viagem do prefeito ao que chamou de “irresponsabilidade” diante  dos problemas que cidade enfrenta. Segundo ele, o prefeito “vai passear”. O parlamentar disse ainda que esperava que o prefeito ficasse por lá. Em seguida, sugeriu que o prefeito fosse morar na China e fugir do país: “Porque breve prefeito o senhor irá pagar por isso”. O edil ainda chamou o prefeito de mentiroso e perguntou  aos  vereadores até quando iriam “aceitar esse tipo de covardia”.

Supermercado cunha