Jeferson destaca ações e diz que faz “política nova” e “diferente no Brasil” durante solenidade na Câmara

O prefeito também disse que contribuiu com o município “muito antes de ser prefeito, vice-prefeito ou vereador”.

Jeferson diz que faz uma “política nova” e “diferente no Brasil” durante solenidade na Câmara (Foto: Reprodução)

O prefeito de Madre de Deus, Jeferson Andrade (PP) disse na manhã desta quarta-feira (13) que faz uma “política nova” e “diferente no Brasil”. Durante a solenidade que celebrou 30 anos de emancipação política do município na Câmara de Vereadores.

Jeferson também disse que contribuiu com o município “muito antes de ser prefeito, vice-prefeito ou vereador”. Segundo ele, às pessoas estão acostumadas a usar alguns artifícios para vencer à eleição ao apontar que entregam cestas básicas e outros favores: “A lei não permite, não cabe mais.”

Durante seu discurso, o chefe do Executivo destacou ações feitas pela administração municipal, dizendo que após assumir a prefeitura o número de estudantes universitários soltou de 185 para mais de 850 ao que chamou de “entregar sonhos”.

“As pessoas para falarem de amor, tem que praticar o amor para às pessoas da sua cidade, não pra si próprio. Precisa ter coragem! Coragem porque fazer política como nós fazemos, é uma política nova, diferente no Brasil. O que às pessoas estão acostumadas a fazer pra ganhar à eleição mais fácil? Entregue ali 60 cestas básicas na porta, um caminhão de não sei o que… A lei não permite, não cabe mais”, afirmou Jeferson.

Ele acrescenta que a “cidade não é menos violenta porque tem mais polícia”, mas “porque têm muita educação e muito investimento na juventude”.

“Assumi um compromisso lá atrás quando fui prefeito interino, e depois quando me elegi vice e sucedendo como prefeito de que jamais abriria mão… Quem quiser vote neste grupo! Mas este grupo jamais vai abrir mão de investir prioritariamente, vou seguir até 2020, na juventude desta cidade. Não deixamos de assistir o idoso, que está aí, aos olhos vistos o trabalho que nós fazemos pro idoso extraordinário! Não deixamos de cuidar da mulher, mas precisamos continuar focado na base. O Brasil do futuro só existirá se nós olharmos para base, são às crianças”, disse.

Na abertura da cerimônia política, teve hasteamento da Bandeira, em seguida, missa na Igreja Matriz e uma sessão solene no poder Legislativo.