Dez presos são transferidos de delegacia após presídio de Feira de Santana ser liberado

Outros presos devem ser transferidos nos próximos dias.

Conjunto Penal de Feira de Santana, na Bahia, teve fuga de seis preso (Foto: Almir Melo / TV Subaé)

Dez presos foram transferidos da carceragem do Complexo de Delegacias para o Conjunto Penal de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, nesta terça-feira (7), um dia após a Justiça liberar o presídio para receber novos detentos. A informação foi divulgada pela Polícia Civil.

O Complexo Penal estava parcialmente interditado desde o dia 26 de abril, após a Justiça atender um pedido do Ministério Público da Bahia (MP-BA), pelo não cumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que previa a expansão do presídio e separação de presos do regime fechado e semiaberto, bem como dos provisórios dos definitivos.

Desde a interdição, o Complexo de Delegacias de Feira de Santana, que tem capacidade para 20 detentos, estava com 80, o que configura superlotação de 60 presos. Com a transferência desta terça-feira, a unidade segue com 70 detentos. Outros devem ser transferidos nos próximos dias, segundo a polícia.

Liberação

O Conjunto Penal de Feira de Santana foi liberado após um novo TAC ser firmado com o MP. Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap), o presídio, antes da interdição, tinha 340 vagas, mas abrigava 900 presos. Durante os últimos três meses, a unidade passou por uma reforma para atender às exigências feitas no acordo e ampliou o número de vagas para 1.356, o que permite a entrada de novos.

Agora, a unidade prisional também tem nove portais detectores de metais, circuito interno de câmeras, controle de abertura e fechamento das celas, sem que haja necessidade de contato do agente penitenciário com os presos. Com informações do G1.

Supermercado cunha