Após protesto, governo realiza terraplanagem em trecho da BA-523

O governo realiza um serviço paliativo no local.

Servidores utilizaram uma máquina para fazer terraplanagem na rodovia (Foto:   Ivanilson Beserra)

Após moradores da regão interditarem um trecho da BA-523, entre as cidades de Madre de Deus e São Francisco do Conde, e Candeias na região metropolitana de Salvador,  na manhã desta quarta-feira (13),  por causa  de buracos   que geram diversos transtornos para motoristas e passageiros.

O governo realiza um serviço paliativo no local. Segundo um dos manifestantes, os servidores utilizaram uma máquina para fazer terraplanagem, para amenizar o problema dos buracos na rodovia. Caminhões carregados com cascalho foram vistos na região. Além disso, diversos funcionários fizeram medições no local.

Ainda conforme o manifestante, servidores da empresa que venceu a licitação para recuperação do trecho também foram até a rodovia. Os moradores informaram que existem muitas crateras e que é preciso preencher com pedras para ser possível trafegar no local. Porém, eles avaliam como uma resposta “rápida e positiva” do Governo do Estado. No entanto, o grupo afirma que caso a obra não seja realizada dentro do prazo previsto pelo secretário de Infraestrutura da Bahia, Márcio Cavalcante, o grupo poderá fazer outras manifestações no local. Cavalcante informou que o serviço iria começar em 30 dias, e teria previsão de termino em cerca de quatro meses.

Supermercado cunha